CMDSS será exibida ao vivo e integralmente pelo Canal Saúde

Por Equipe CMDSS

18/10/11 | 13:10

O Canal Saúde da FIOCRUZ transmitirá ao vivo e integralmente, a Conferência Mundial sobre Determinantes Sociais da Saúde (CMDSS). O evento é um importante marco para o Brasil, que se projeta como liderança na promoção de debates a cerca de iniquidades em saúde, seus efeitos e políticas necessárias para combatê-las em nível global. Sob a liderança da Organização Mundial da Saúde a CMDSS tem o importante compromisso de contribuir para consolidar o movimento desencadeado na Assembléia Mundial da Saúde de maio de 2009. Na ocasião foi identificada necessidade da convocação de um evento mundial para discutir novos planos e enfrentar as tendências alarmantes de desigualdades, por meio da ação sobre os Determinantes Sociais da Saúde.

A CMDSS terá sua abertura às 14h (horário de Brasília) do dia 19. Estarão presentes a Diretora Geral da Organização Mundial da Saúde, Margaret Chan, o Ministro da Saúde Alexandre Padilha, que preside a conferência, além de convidados e autoridades de todo o mundo.  O encontro vai contar com sessões plenárias que ocorrerão em uma tenda montada no Forte de Copacabana e ainda, debates paralelos sobre temas específicos no Hotel Sofitel, de Copacabana.

Documento de Discussão traz cinco temas como destaques

O evento abre suas plenárias baseando diretrizes no Documento de Discussão elaborado a partir de amplas análises sobre o quadro mundial de Determinantes Sociais. O texto destaca cinco pontos cruciais, dando nome aos temas em questão na Conferência. São eles:

-Governança para o enfrentamento das causas mais profundas das desigualdades em saúde: implementando ações sobre os DSS

-Promovendo a participação: lideranças comunitárias para ação sobre os determinantes sociais”

-O papel do setor saúde (incluindo os programas de saúde pública) na redução das desigualdades em saúde

-Ação global sobre os determinantes sociais: alinhando prioridades e parceiros interessados

-Monitorando o progresso: mensurações e análises para informar as políticas sobre determinantes sociais

Visando promover a troca democrática de idéias e pareceres para as conversas sobre cada tema, foram convocados pesquisadores, autoridades e representantes da sociedade civil de diversas partes do mundo.

O Documento de Discussão da CMDSS reafirma a necessidade de observar, identificar e agir sobre questões que tem a desigualdade como base. Isto inclui não só políticas públicas voltadas para ações sociais, mas práticas ligadas ao comércio, ao capitalismo e mercados em geral, principalmente quanto a influência desigual sobre as sociedades. Ressalta também que há uma diferença desproporcional no que diz respeito aos que sofrem os efeitos de crises globais, já que muitas vezes, os que menos colaboram para sua ocorrência, são os que mais vivem suas consequências. O texto afirma ainda que o lento progresso de ação sobre os DSS está ligado ao despreparo nos níveis local, nacional e global para lidar com problemas do século XXI. “A questão das iniquidades em saúde desafia a divisão racional de sociedades e governo”.

O objetivo da CMDSS é, além de dar continuidade ao movimento em prol de ações de combate aos DSS, fortalecido em 2009, promover um amplo debate entre sociedade e poder público, bem como órgãos ligados a questão dos DSS, e produzir a Declaração do Rio, texto que pretende firmar o compromisso político dos estados membros para a implementação de medidas eficazes de combate às iniquidades.

Referências Bibliográficas

 

Organização Mundial da Saúde. Diminuindo diferenças: a prática das políticas sobre determinantes sociais da saúde: documento de discussão. Rio de Janeiro: OMS; 2011.

Pellegrini Filho A. Tema 1: Governança para o enfrentamento das causas mais profundas das desigualdades em saúde: implementando ações sobre os DSS [Internet]. Rio de Janeiro: Portal DSS Brasil; 2011 Out 09 [acesso em 18 out 2011]. Disponível em: http://cmdss2011.org/site/?p=4606&preview=true

Pellegrini Filho A. Tema 2: “ Promovendo a participação: lideranças comunitárias para ação sobre os determinantes sociais” [Internet]. Rio de Janeiro: Portal DSS Brasil; 2011 Out 10 [acesso em 18 out 2011]. Disponível em: http://cmdss2011.org/site/?p=4608&preview=true

Pellegrini Filho A. Tema 3: O papel do setor saúde (incluindo os programas de saúde pública) na redução das desigualdades em saúde [Internet]. Rio de Janeiro: Portal DSS Brasil; 2011 Out 11 [acesso em 18 out 2011]. Disponível em: http://cmdss2011.org/site/?p=4610&preview=true

Pellegrini Filho A. Tema 4: Ação global sobre os determinantes sociais: alinhando prioridades e parceiros interessados [Internet]. Rio de Janeiro: Portal DSS Brasil; 2011 Out 12 [acesso em 18 out 2011]. Disponível em: http://cmdss2011.org/site/?p=4612&preview=true

Pellegrini Filho A. Tema 5: Monitorando o progresso: mensurações e análises para informar as políticas sobre determinantes sociais [Internet]. Rio de Janeiro: Portal DSS Brasil; 2011 Out 13 [acesso em 18 out 2011]. Disponível em: http://cmdss2011.org/site/?p=4615&preview=true


Citação Bibliográfica

CMDSS será exibida ao vivo e integralmente pelo Canal Saúde [Internet]. Rio de Janeiro: Portal DSS Brasil; 2011 Out 18. Disponível em: http://cmdss2011.org/site/2011/10/cmdss-sera-exibida-ao-vivo-e-integralmente-pelo-canal-saude/

Equipe CMDSS

5 Comentários em “ CMDSS será exibida ao vivo e integralmente pelo Canal Saúde ”

  1. célia bial
    18/10/11 - 19:10

    È sempre muito bom e importante eventos para tratar desse tema saúde, e o mais importante é saber que as autoridades responsavéis por esse setor estão buscando estratégias para governo e sociedade civil se sensibilizarem que fazer saúde é um dever de todos e acretito que essa interação clareará caminhos para resolver problemas enfrentados na atualidade e precisam ser solucionados para a garantia de atendimento com qualidade e eficiência das futuras gerações.

  2. Ana Lucia Jezuino da Costa
    19/10/11 - 13:10

    No enfrentamento das desigualdades sociais não se pode deixar de lado que quem sofre as consequências do desequilibrio economico no planeta são as grupos marginalizados e excluidos de toda forma de acesso aos meios de consumo.
    Todos estão preocupados com o processo de quebra do sistema financeiro, no entanto, a mesma preocupação não é sentida quando se discute a condição de milhares de pessoas que vivem na linha abaixo da miséria, cuja a fome é um rob imposto pelos poderosos.
    Assim, no alinhamento das prioridades desse documento, deve constar o combate a corrupção em todos os niveis sociais.

  3. Ana Clementina Vieira de Almreida
    19/10/11 - 17:10

    Ao assistir a abertura da Conferência de DSS fiquei um pouco preocupada com os discursos de nossos políticos, que passaram a impressão do muito que já fizeram como se o problema das iniquidades sociais no Brasil como os relativos ao atendimento público no SUS, a falta de saneamento básico, a violência urbana, o analfabetismo, a precariedade do mundo do trabalho, o transporte público etc.. já estivesse resolvido. Assistir aos debates desta Conferência, conhecer as propostas para melhorar a situação dos DSS poderá renovar minhas esperanças nas políticas sociais brasileiras.

  4. Ana Lucia Jezuino da Costa
    21/10/11 - 10:10

    Ana concordo com a sua colocação, o SUS é um processo e para tal precisa de constante avaliação que gera novos encaminhamentos. Assim, a diminuição das iniquidades não podem ser resumidas na melhoria do atendimento nos serviços de saúde, mas sim no acesso concreto aos meios de produção geradores do bem estar social.

  5. Gláucia de Fátima Batista
    22/10/11 - 14:10

    As iniquidades são construidas historicamente e profundamente nas sociedades demandando custos significativos para sua erradicação. Penso que esta Conferência Mundial sobre os Determinantes Sociais da Saúde impactaria melhor se além dos 180 Ministros da Saúde presentes estivessem também os Ministros da Educação, Assistência Social e da Economia destes países trabalhando conjuntamente com representantes da sociedade civil. Isto levando em consideração que os determinantes socais da saúde são complexos demandando respostas intersetoriais e monitoramento. Mas estou desejando que esta troca de sinergias ocorridas na Conferência tenha um efeito dominó em cada país para criar as condições efetivas para a concretização de um mundo com todos pela equidade na construção da equidade para todos. Senti-me privilegiada em participar deste evento e de estar no meio de tantas cabeças pensantes e diversas com o objetivo comum de responder a tantos desafios globais. Agradeço a todos(as) que deram-me a oportunidade de participar deste evento.

Deixe um comentário