Desigualdade socioeconômica afeta a chance de realizar mamografia no Brasil

Por Dóra Chor, Evangelina Xavier Gouveia de Oliveira, Enirtes Caetano Prates Melo, Rejane Sobrino Pinheiro, Marilia Sá Carvalho

06/10/11 | 23:10

Resumo:     Como em outros eventos de saúde, a realização da mamografia no Brasil é fortemente  condicionada por desigualdades socioeconômicas. No entanto, é preciso detalhar quais aspectos da desigualdade afetam a chance de realizar esse exame e se são iguais em todos os lugares. Nossos resultados e comentários referem-se a cada uma das 9 regiões  metropolitanas do país. Com base nos dados da PNAD 2008 (11,607 milhões mulheres de 40 anos ou mais) é possível afirmar que ter maior renda, por exemplo, aumenta muito a chance de ter realizado pelo menos uma mamografia em Fortaleza, mas não em Curitiba. Em relação à escolaridade, outro quadro se apresenta. Nossos resultados confirmam a existência de “vários Brasis” nos quais análises segundo renda, escolaridade ou cor/raça revelam diferentes aspectos da desigualdade. A compreensão detalhada dos condicionantes de cada desfecho contribuirá para o sucesso das políticas de saúde.

Texto em PDF

Dóra Chor, Evangelina Xavier Gouveia de Oliveira, Enirtes Caetano Prates Melo, Rejane Sobrino Pinheiro, Marilia Sá Carvalho

Dóra Chor, Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ
Evangelina Xavier Gouveia de Oliveira, Grupo de Redes e Informação em Saúde, FIOCRUZ
Enirtes Caetano Prates Melo, Grupo de Redes e Informação em Saúde, FIOCRUZ, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Rejane Sobrino Pinheiro, Programa Pós-Graduação de Epidemiologia em Saúde Pública da FIOCRUZ, Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, UFRJ
Marilia Sá Carvalho, Centro de Métodos Quantitativos, FIOCRUZ

Programa Pós-Graduação de Epidemiologia em Saúde Pública da FIOCRUZ, Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, UFRJ
Centro de Métodos Quantitativos, FIOCRUZ

1 Comentário em “ Desigualdade socioeconômica afeta a chance de realizar mamografia no Brasil

  1. Paulo Buss
    08/10/11 - 13:10

    parabens dora, marilia e demais pelo excelente artigo; admiro muito o trabalho de voces e com orgulho declaro que forma minhas queridas alunas ‘prediletas’

Deixe um comentário