Cecília Minayo fala sobre desigualdades sociais, questões de gênero e saúde-ambiente em palestra na Fiocruz Amazônia

Por ILMD/Fiocruz Amazônia

28/04/16 | 11:04

Com uma linguagem simples, do cotidiano e abordando temáticas que permeiam a pesquisa social há muitas décadas, a pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (Ensp/Fiocruz), doutora Cecília Minayo, abriu o Seminário “Determinantes Sociais do Processo Saúde-Doença: condições desiguais de vida em espaços amazônicos”, nesta terça-feira (26), realizado pelo ILMD/Fiocruz Amazônia com a palestra “Marcos Teóricos dos Estudos de Determinação do Processo Saúde Doença”.

Evento transmitido ao vivo pelo Canal Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), com alcance em mais de 40 municípios e para todo o país por meio de link próprio na internet, Cecília Minayo abordou sobre desigualdades sociais, em todos os seus aspectos, inclusive sob a ótica do conceito econômico; sobre as questões de gênero; tempo e espaço; e sobre as migrações.

Em sua análise, o conceito de desigualdade é muito mais complexo do que só o conceito econômico, em que os números são levados em consideração. Ela ressaltou que nos últimos anos, o tema das desigualdades sociais tem tido mais ênfase nas pesquisas sociais, bem como as questões de gênero e a temática da vulnerabilidade social.

Diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, ressaltou a importância da presença da pesquisadora Cecília Minayo na instituição e o compartilhamento com os participantes de sua experiência no campo da pesquisa. “O evento fala por si só. A presença da doutra Cecília Minayo, a experiência dela e o que ela trouxe pra cá só enriquece cada vez mais o nosso curso de Saúde Coletiva, além de promover mudanças e transformações no pensamento social”, disse.

Vice-diretora de Ensino do ILMD/Fiocruz Amazônia, Luíza Garnelo, ressalta que a vinda de Minayo para abrir o seminário da instituição – que faz parte das atividades do Programa de Pós-Graduação em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA) – contribui em todos os níveis do conhecimento, inclusive para a saúde coletiva da região amazônica.

“Ela é uma das pessoas que estruturou o campo de pesquisa sociocoletiva do Brasil, particularmente na pesquisa qualitativa e, abrindo esses temas que foram falados no seminário: desigualdades, saúde ambiente, do ecossistema em saúde, da violência e agora o estudo do envelhecimento, que são coisas que nós temos pouca pesquisa produzida. Pesquisadora de porte que nos ajuda a refletir, a melhorar nossa discussão e a ampliar o enfoque das nossas pesquisas”, disse Garnelo.

Conforme Luíza Garnelo, o resultado da palestra de Minayo será divulgado de forma a alcançar profissionais do interior do Estado, além dos mestrandos do ILMD/Fiocruz Amazônia, cujos temas abordados em sua explanação irão subsidiar a elaboração das teses, das pesquisas dos alunos.

No período da tarde, palestraram o pesquisadores do ILMD/Fiocruz Amazônia, Julio César Schweikardt, com o tema “A Expressão das desigualdades sociais e em saúde na organização e oferta de serviços de saúde no Amazonas” e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Bernardo Horta, com o tema “O enfoque epidemiológico na expressão das desigualdades sociais e em saúde”, ambas sob a coordenação do pesquiador do ILMD/Fiocruz Amazônia, Antônio Levino.

 

*Foto da home: Ascom/ILMD

Fonte: Cecília Minayo fala sobre desigualdades sociais, questões de gênero e saúde-ambiente em palestra na Fiocruz Amazônia. Manaus: ILMD/Fiocruz Amazônia. [acesso em 28 abr 2016]. Disponível em: http://amazonia.fiocruz.br/saladeimprensa/destaque/1670-cecilia-minayo-fala-sobre-desigualdades-sociais-questoes-de-genero-e-saude-ambiente-em-palestra-na-fiocruz-amazonia

 

 

ILMD/Fiocruz Amazônia

Deixe um comentário