Notícias sobre Determinantes Sociais da Saúde

Erasmo Salomão – ASCOM/MS

Livro avalia a Política Nacional de Morbimortalidade por Acidentes e Violências em Pernambuco

A organização da assistência municipal ainda não é adequada para responder aos elevados índices de acidentes e violências do estado. Essa realidade, associada à desinformação dos gestores quanto à classificação das unidades de saúde segundo a Política dificulta a integralidade no atendimento e mostra que ela não pode ser considerada implantada nos locais estudados.

Por Maria Luiza Carvalho de Lima | 20/03/13 - 08:03 | [Leia Mais] | 2 Comentários »

Indicador do Observatório sobre DSS mostra que a violência acomete principalmente aqueles com 4 a 7 anos de escolaridade (Imagem:

Como explicar o aparente paradoxo da violência no Nordeste do Brasil?

Região é a mais violenta em números absolutos e em taxas por cem mil habitantes, segundo o Mapa da Violência. Enquanto no Sudeste São Paulo se destaca na redução dos homicídios e o Rio de Janeiro apresenta uma queda controversa, no Norte e no Nordeste ainda persiste a tendência de aumento de homicídios mesmo com o crescimento econômico e redução de desigualdades.

Por Por Gabriela Lamarca e Mario Vettore | 13/03/13 - 13:03 | [Leia Mais] |

imagem

Desigualdades regionais apontadas pelos indicadores do trabalho infantil na região Nordeste

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), 49,54% das crianças trabalhadoras do Brasil estavam na Região em 2012. O índice reflete as condições desiguais e a falta de políticas focadas em determinantes sociais. A previsão é que as diferenças persistam nos próximos anos e que, em 2015, os maiores indicadores ainda sejam registrados no Nordeste

Por Jaqueline Pimentel | 06/03/13 - 09:03 | [Leia Mais] |

participacao_stockphotos

Participação social: ampliação para contribuir com a redução das desigualdades sociais

A consolidação de um modelo mais participativo depende do fortalecimento da educação social e política do indivíduo. Consciente de seu papel de agente transformador, o cidadão pode colaborar com o processo de decisões, fiscalizar ações e contribuir para a intensificação da cidadania, da democracia e para o desenvolvimento de uma sociedade justa e com mais equidade.

Por Maira Baracho | 27/02/13 - 13:02 | [Leia Mais] |

SUS-marca

Batalha entre o SUS formal e o real perpetua as iniquidades em saúde

A ausência de cumprimento dos princípios do SUS contribui para a perpetuação das iniquidades em saúde e atesta as dificuldades do Sistema em seguir, com excelência, os caminhos traçados por seus princípios básicos. Para pesquisadores, a melhoria dos serviços e a compreensão da saúde como prioridade do Estado é fundamental para melhorar as condições de vida dos brasileiros.

Por Maira Baracho | 20/02/13 - 08:02 | [Leia Mais] | 1 Comentário »

Supremacia das DCNT acompanha o aumento da expectativa de vida / Imagem: Site do Ministério da Saúde

Epidemiologia e Determinantes Sociais das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil

: A análise de tendência temporal das DCNT indica transição epidemiológica em que doenças crônicas não transmissíveis ainda não são reconhecidas como questões importantes para a saúde pública, para um padrão de “desigualdades”, no qual essas enfermidades assumem a supremacia no perfil de morbimortalidade da população

Por Eduarda Cesse | 20/02/13 - 08:02 | [Leia Mais] | 1 Comentário »

Aumento da ocorrência do excesso de peso infantil tem atingido mais famílias de baixo poder aquisitivo

Excesso de peso em crianças da região Nordeste do Brasil

A obesidade tem sido considerada uma epidemia global. Nos últimos 30 anos, a prevalência da obesidade infantil no Brasil aumentou em todas as regiões e classes sociais. O aumento do excesso de peso nessa faixa etária acontece ao mesmo tempo em que ocorre a redução na desnutrição e o aumento da prevalência de doenças crônicas não transmissíveis.

Por Por Gabriela Lamarca e Mario Vettore | 13/02/13 - 08:02 | [Leia Mais] |