Notícias sobre Determinantes Sociais da Saúde

sem-titulo

Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas fornece indicadores para focalização de políticas públicas

No Brasil, há cerca de 70 regiões metropolitanas, nas cinco regiões do país. Os dados divulgados no último Censo do IBGE, em 2010, revelaram o forte crescimento dessas áreas e também uma ampla demanda por serviços públicos e políticas sociais. Somente as regiões metropolitanas de São Paulo, Recife, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, por exemplo, concentram mais de 44 milhões de habitantes, quase um quarto da população do país. Para traçar um panorama de 20 dessas regiões, com base em dados e indicadores, o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro, em parceria com o PNUD, desenvolveram uma plataforma de análise de dados para colaborar na melhoria de políticas públicas. Com isso, dados como a longevidade, educação e renda da população são disponibilizados no Atlas do Desenvolvimento Humano das Regiões Metropolitanas Brasileiras.

Por PNUD Brasil | 20/10/16 - 17:10 | [Leia Mais] |

crack

Fiocruz apresenta resultados de pesquisa sobre crack e exclusão social

Nos últimos anos o consumo de crack apresentou crescimento considerável no Brasil. Algumas regiões, principalmente os grandes centros urbanos – nos quais existe maior visibilidade do uso da droga – vem buscando alternativas no intuito de minimizar danos e riscos do uso prejudicial da substância. Diante dos altos índices de consumo do crack no país a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) encomendou a Pesquisa Nacional sobre o Crack, desenvolvida pela Fiocruz, com apoio da Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da instituição e coordenada pelo pesquisador Francisco Inácio Bastos, do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz). O estudo revelou que o Brasil possui 370 mil usuários regulares de crack nas capitais, sendo aproximadamente 80% deles homens, negros, de baixa escolaridade e renda, com média de idade de 30 anos.

Por Informe Ensp | 14/10/16 - 18:10 | [Leia Mais] |

socio

Desigualdades urbanas e desigualdades sociais nas metrópoles brasileiras

O artigo “Desigualdades urbanas e desigualdades sociais nas metrópoles brasileiras”, de Marcelo Gomes Ribeiro, publicado na Revista Sociologias (ano 18, no 42, mai/ago 2016, p. 198-230), está organizado em quatro seções, além da introdução. Na segunda seção, são analisadas as desigualdades de bem-estar urbano das principais metrópoles do país em conjunto e comparativamente. Na terceira seção, são relacionadas as desigualdades urbanas, por meio do IBEU, com o perfil socioeconômico dos grupos sociais das metrópoles. Na quarta seção, o estudo busca explicação para os relacionamentos observados entre o IBEU e o perfil socioeconômico. E nas considerações finais, procura-se sumarizar os resultados encontrados e apresentar desdobramentos possíveis da análise realizada.

Por Observatório das Metrópoles | 04/10/16 - 17:10 | [Leia Mais] |

ja

‘Reforma Sanitária Brasileira’: SciELO disponibiliza livro na íntegra em pdf

O livro Reforma Sanitária Brasileira: contribuição para a compreensão e crítica, de Jairnilson Paim, está disponível no portal de livros eletrônicos da SciELO. A obra, publicada pela Editora Fiocruz em 2008, recupera a história da instituição da Reforma Sanitária brasileira apresentando seus antecedentes e analisando a conjuntura do país na época da concepção do movimento. O autor examinou dois períodos: da fundação do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) à promulgação da Constituição, e do final do governo Sarney ao final do primeiro governo Lula (2003 a 2006).
A obra está disponível na íntegra para download no portal. É possível acessar o livro completo ou capítulos específicos. Confira.

Por Informe Ensp | 22/09/16 - 17:09 | [Leia Mais] |

setembro-amarelo

Não há lirismo no suicídio: os números que assustam

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), no mundo ocorrem, anualmente, 804 mil mortes causadas por suicídio, representando 11,4 mortes por cada 100 mil habitantes. Os principais métodos utilizados são o envenenamento, o enforcamento e o uso de armas de fogo, gerando uma morte a cada 40 segundos.
A baixa renda, a falta de política de prevenção, o não controle de armas de fogo são alguns indicadores que fazem com que 75% dos casos sejam em países em que a renda de maior parte da população é considerada baixa ou média. No ranking mundial, a Índia lidera com 258 mil óbitos por ano, seguida da China (120,7 mil), EUA (43 mil) e Rússia (31 mil).
Nos dados extraídos do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, é possível ver porque o Brasil é o oitavo na lista da OMS.

Por Graça Portela (Icict/Fiocruz) | 13/09/16 - 13:09 | [Leia Mais] | 2 Comentários »

videosaúde

VideoSaúde disponibiliza série sobre determinação social no YouTube

A nova série da VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz, produzida em parceria com a Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde (SVS/MS), é formada pelos filmes “Esporotricose”, “Saúde em trânsito” e “Herança social”, que trazem para discussão a determinação social da saúde. “Esporotricose”, de Eduardo Thielen, relata a maior epidemia já registrada desta doença que vem acontecendo no Rio de Janeiro. “Saúde em trânsito”, também de Eduardo Thielen, vem para discutir um assunto que não ganha muita atenção, porém, não deixa de ser a terceira maior causa de morte no mundo, perdendo apenas para doenças cardíacas e câncer. “Herança social”, de Christian Jafas, traz imagens de ontem e hoje, revelando que quase nada mudou quanto às condições de vida dos moradores de lugares onde os direitos fundamentais do ser humano não chegam.

Por Pâmela Liarena (VideoSaúde Distribuidora) | 05/09/16 - 14:09 | [Leia Mais] |

Livro destaca políticas brasileiras de combate à extrema pobreza

Livro “Poverty and the Millennium Development Goals” (Pobreza e os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio) reúne textos de especialistas no tema do desenvolvimento sustentável. Um dos capítulos, escrito pelo diretor […]

Por Onu Brasil | 01/09/16 - 14:09 | [Leia Mais] |