Posts marcados como " Determinantes Sociais da Saúde "

PNAD 2013: coleta de dados é feita desde 1967

Um breve panorama da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2013 (com correções divulgadas pelo IBGE)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na quinta-feira a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2013. Algumas informações desconformes foram divulgadas, porém retificadas pelo IBGE e, consequentemente neste texto. O estudo consolida as informações sobre os principais indicadores referentes às condições de vida e acesso dos brasileiros incluindo números como os de escolaridade, emprego, renda e concentração de população por faixa etária, no ano analisado. Esta coleta de dados é feita desde 1967. A PNAD apontou ainda que 46,1% da população residente (93,0 milhões de pessoas) se declarou branca, já o grupo de pessoas que declarou-se de cor parda (90,6 milhões) representou 45,0% e aqueles que se declararam de cor preta (16,3 milhões) atingiram o percentual de 8,1%. Os que declararam outra raça ou cor somaram 1,7 milhão de pessoas. Distribuição da renda ficou maciçamente estável em se tratando das comparações com 2012.

Por Jaqueline Pimentel- Atualizada às 00h30 em 20/09 | 18/09/14 - 16:09 | [Leia Mais] |

Nascer é normal!

Pesquisa aponta que brasileiras, em sua maioria, perdem autonomia no momento do parto, ficando sujeitas a intervenções desnecessárias   Mãe de três filhos, Paula Clark guarda de cada parto muitas […]

Por Liseane Morosini - Revista RADIS | 16/09/14 - 14:09 | [Leia Mais] |

cadernos.

Portal DSS Brasil publica Relatório do Seminário RINS-UNASUR / RINSP-CPLP e o Caderno de Itaboraí 1: Classes Sociais, Território e Saúde

O Portal DSS Brasil publica o Relatório do Seminário Conjunto RINS-UNASUR / RINSP-CPLP “O Papel dos Institutos Nacionais de Pesquisa em Saúde e Vigilância da Saúde na Determinação Social da Saúde” e o Caderno de Itaboraí 1: Classes Sociais, Território e Saúde. O objetivo do Seminário foi desenvolver uma proposta conjunta dos Institutos Nacionais de Saúde e organismos congéneres da UNASUR e da CPLP para o estabelecimento e implementação de projetos geradores de evidências sobre a determinação social das iniquidades em saúde. A realização do seminário-oficina respondeu às necessidades definidas pelas redes de Institutos Nacionais de Saúde/União das Nações da América do Sul (RINS / UNASUR) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (RINSP / CPLP) durante as suas reuniões regulares, realizadas em 2013.

Por Equipe Editorial do Portal DSS Brasil | 12/09/14 - 15:09 | [Leia Mais] |

Livro digital da Pesquisa Nacional sobre o Uso de Crack é lançado

Já está disponível o livro digital “Pesquisa Nacional sobre o uso de crack – Quem são os usuários de crack e/ou similares do Brasil? Quantos são nas capitais brasileiras?”, organizado […]

Por Graça Portela | 05/09/14 - 17:09 | [Leia Mais] |

ensp.abertura

ENSP abre a semana comemorativa com homenagem a seus ex-diretores

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca deu início na manhã desta quarta-feira às comemorações por seus 60 anos. Entre os presentes à mesa de abertura estiveram Hermano Castro, Diretor da ENSP, Paulo Gadelha, presidente da Fiocruz, Daniel Soranz, Secretário de Saúde do Município do Rio de Janeiro, Ana Costa, do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (CEBS), Lygia Bahia, da Abrasco e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Justa Helena, da ASFOC e Marcos Esner Musafir, Secretário Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Também esteve presente o diretor do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz, Paulo Buss. A cerimônia aconteceu no Salão Internacional da escola. Fotos em uma exposição na entrada do Salão mostravam parte dos 60 anos de história da ENSP. Durante a apresentação da mesa Sergio Arouca foi lembrado como uma grande referência na saúde pública brasileira.

Por Jaqueline Pimentel | 03/09/14 - 14:09 | [Leia Mais] |

Horta urbana na Inglaterra/ Foto: Gabriela Lamarca

Série (1)- Hortas urbanas: modelo inglês de agricultura de subsistência

Iniciando nossa série sobre agrotóxicos, mostramos alternativas saudáveis para o cultivo de alimentos. Em Sheffield, uma das quatro maiores cidades da Inglaterra, a prefeitura gerencia mais de 3.000 lotes situados em mais de 70 áreas diferentes na cidade e arredores. Esses lotes são oferecidos a baixo custo para os moradores da cidade que desejam cultivar vegetais, frutas e ervas para consumo próprio, além de flores. Esse é um sistema muito antigo, mas ainda tão promissor e interessante que possui uma lista de espera com cerca de 2.300 interessados. Esse sistema de hortas urbanas pode ser considerado uma forma de agricultura de subsistência, pois é realizado em terrenos pequenos e médios, possui mão de obra familiar, necessita de baixa capitalização e baixa tecnologia, e tem produtividade reduzida.

Por Gabriela Lamarca e Mario Vettore- correspondentes do portal DSS Brasil na Inglaterra | 03/09/14 - 12:09 | [Leia Mais] |