Posts marcados como " Determinantes Sociais da Saúde "

Dados e sites de referência sobre o Covid-19

Desde o início da pandemia do Covid-19, diversas iniciativas surgiram pela web para disseminar informações, dados e projeções sobre o coronavírus. Muitas outras irão surgir (e atualizaremos esse post assim […]

Por Francisco Barbosa com Felipe Ferre (Cebes) | 03/04/20 - 11:04 | [Leia Mais] |

Sem título

Isolamento social em tempos de pandemia torna a casa ainda mais perigosa para a mulher. Entrevista especial com Jacqueline Pitanguy

Não é de hoje que pesquisadores e estudiosos têm constatado que, quando se fala em violência de gênero, no lar as coisas não são tão doces como se imagina. Para a socióloga Jacqueline Pitanguy, essa é uma realidade comprovada em dados empíricos desde, pelo menos, 1986. “Dados da Pnad revelaram que uma porcentagem mais significativa – em torno de 80%, não tenho os números exatos – das ocorrências de violência registradas por homens aconteciam fora de casa e a maior parte delas eram cometidas por desconhecidos. Já com as mulheres ocorria o padrão reverso: a maioria dos casos registrados de violência contra a mulher aconteciam dentro de casa e por pessoas conhecidas”, detalha, em entrevista concedida por telefone à IHU On-Line.

Entrevista com Jacqueline Pitanguy por: João Vitor Santos (IHU On-Line) | 03/04/20 - 11:04 | [Leia Mais] |

Fiocruz constrói novo centro hospitalar e investe em ensaios clínicos com OMS

A Fundação iniciou a construção, no Rio de Janeiro, do Centro Hospitalar para a Pandemia de Covid-19 – Instituto Nacional de Infectologia, que auxiliará os governos estadual e municipal no […]

Por | 27/03/20 - 13:03 | [Leia Mais] |

Sem título

Covid-19: presidente da Fiocruz fala dos desafios da chegada da pandemia ao Brasil

Em entrevista à Agência Fiocruz de Notícias (AFN), Nísia Trindade Lima comenta o contexto da pandemia de Covid-19 e os desafios de sua chegada ao Brasil. A presidente da Fiocruz também elenca algumas ações da instituição na resposta à crise sanitária, que vai desde a produção de testes ao atendimento aos infectados. Todos os setores e unidades da Fundação estão mobilizadas para o enfrentamento da epidemia. “A Fiocruz está completando 120 anos em maio e o aniversário vai ser marcado pela resposta à essa pandemia, assim como o início da instituição foi uma resposta sanitária às epidemias no Rio de Janeiro”, destaca Nísia.

Entrevista com Nísia Trindade Lima por: Júlia Dias (Agência Fiocruz de Notícias) | 27/03/20 - 11:03 | [Leia Mais] |

tuberculose

Estudo inédito analisa as causas de óbito no sistema penitenciário do RJ

Um estudo inédito, realizado pelo Grupo de Pesquisa em “Saúde nas Prisões” da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) Fiocruz, e coordenado por Alexandra Sánchez, por meio de cooperação técnica com o Ministério Público/RJ, analisou as causas de óbito no Sistema Penitenciário do Estado do Rio de Janeiro (2016-2017). Os resultados apontam que as doenças infecciosas foram responsáveis por 30% das mortes na população carcerária, seguidas pelas doenças do aparelho circulatório (22%), causas externas (12%) e as doenças do aparelho respiratório (10%). Dentre as infecciosas, destacam-se HIV/Aids (43%), tuberculose (40,7%) e septicemias (13%).

Por Ensp/Fiocruz | 27/03/20 - 11:03 | [Leia Mais] |

Policast: pesquisador fala sobre desafios das populações indígenas contra a Covid-19

O podcast da Escola Politécnica de Saúde (EPSJV/Fiocruz) conversou com o médico e pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) e do Grupo de Trabalho em Saúde Indígena da […]

Por | 23/03/20 - 14:03 | [Leia Mais] |

Coronavírus, saúde mental e o que levar em conta no isolamento

As reações à crise podem incluir sentimentos de opressão, medo, tristeza, raiva e desamparo, de acordo com os especialistas. Algumas pessoas podem ter dificuldades para dormir ou se concentrar. O medo de entrar em contato com outras pessoas, viajar em transporte público ou entrar em espaços públicos pode aumentar, e algumas pessoas terão sintomas físicos, como aumento da frequência cardíaca ou dor de estômago.
A Organização Mundial da Saúde (OMS), em um recente comunicado, reconheceu que a crise gera um forte estresse, e aconselha que as pessoas procurem evitar ler, ver ou ouvir repetidamente notícias que provoquem sentimentos de ansiedade ou aflição.

Por Fernando Freitas* | 23/03/20 - 14:03 | [Leia Mais] |