Posts marcados como " Determinantes Sociais da Saúde "

População vulnerável submetida a ondas do calor cresceu em todo mundo

A elevação da temperatura global aumentou a exposição de populações vulneráveis a ondas de calor extremo em todas as regiões do mundo no ano passado. A informação consta de estudo sobre os efeitos das mudanças climáticas sobre a saúde feito por especialistas de 27 instituições internacionais em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), e divulgado na revista médica “The Lancet”. De acordo com o estudo, são consideradas populações vulneráveis os idosos, principalmente em áreas urbanas; os profissionais que trabalham expostos na agricultura, na área de construção e trabalhadores manuais. Também apresentam maior vulnerabilidade às variações climáticas pessoas que tem condições médicas pré-existentes, como doenças neurológicas, cardiovasculares, pulmonares renais e diabetes.

Por Débora Brito | 28/11/18 - 22:11 | [Leia Mais] |

Sem título

País Estagnado: Um Retrato das Desigualdades Brasileiras 2018

A roda da redução das desigualdades no Brasil parou de girar. A distribuição de renda estagnou, a pobreza voltou com força e a equiparação de renda entre homens e mulheres, e negros e brancos, que vinha acontecendo ainda que timidamente, recuou. São retrocessos inaceitáveis para um país cuja maioria é justamente de pobres, negros e mulheres. E essas desigualdades de renda, raça e gênero são reforçadas – e retroalimentadas – por nosso injusto sistema tributário, que cobra mais justamente de quem menos tem. Isso não pode continuar. No ano que a Constituição brasileira de 1988 completa 30 anos, vemos o enfrentamento às desigualdades perder força justamente num momento que exige do país maior atenção e compromisso com a população mais vulnerável.

Por Oxfam Brasil | 27/11/18 - 15:11 | [Leia Mais] |

Sem título

Perfil do desempregado no Brasil é apresentado em estudo do Ipea

As populações de jovens com idade entre 18 e 29 anos e de mulheres negras são as mais afetadas pelo desemprego, de acordo com o Boletim Mercado de Trabalho nº 65, divulgado recentemente pelo Ipea, que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) entre o primeiro trimestre de 2012 e o segundo trimestre de 2018. O pesquisador do Ipea Carlos Henrique Corseuil destaca que o mercado de trabalho tem apresentado recuperação, mesmo que de forma lenta. “Estamos em um período de transição, é necessário esperar”, afirma Corseuil, que também analisa a evolução do emprego formal e informal no Brasil.

Por Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada | 16/11/18 - 14:11 | [Leia Mais] |

saúde

Câncer de boca deve atingir 14,7 mil novos casos no país este ano

Na Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal, que começa hoje (5) e segue até a próxima sexta-feira (9), o Ministério da Saúde alerta para hábitos simples e saudáveis, como boa higiene, não beber e não fumar, que podem ajudar a reduzir a incidência da doença. Dados da pasta revelam que o câncer de boca está mais presente entre homens e que 70% dos casos são diagnosticados em indivíduos com idade superior a 50 anos. De acordo com o ministério, a doença afeta os lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca, devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca e língua (principalmente as bordas), além da região embaixo da língua. A estimativa de novos casos de câncer de boca para 2018, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), é de 14,7 mil, sendo 11,2 mil homens e 3,5 mil mulheres.

Por Paula Laboissière | 05/11/18 - 16:11 | [Leia Mais] |

Sem título

Proteção social é direito e pilar fundamental para a construção do estado de bem-estar

“A proteção social é um direito fundamental para o exercício de outros direitos, como os de saúde, de educação e para consolidação de um estado de bem-estar social. É, portanto, papel-chave na redução da pobreza e da desigualdade”. A afirmativa é da diretora da Divisão de Desenvolvimento Social da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), Laís Abramo, nodebate on-line O futuro da proteção social, realizado pelo CEE-Fiocruz, em 10/10/18. O evento, da série Futuros do Brasil e da América Latina, também contou com a participação da doutora em ciência política e pesquisadora sênior do CEE-Fiocruz Sonia Fleury e teve mediação do ex-ministro José Gomes Temporão, pesquisador do CEE-Fiocruz.

Por Centro de Estudos Estratégicos Fiocruz | 26/10/18 - 16:10 | [Leia Mais] |

Estudo avalia anticorpos para o diagnóstico de tuberculose

Estima-se que, por ano, a infecção por tuberculose (assintomática) acometa um terço da população mundial e a doença leve a óbito cerca de 2 milhões de pessoas. O diagnóstico precoce e tratamento adequado para tuberculose pulmonar são considerados essenciais para a redução da transmissão do Mycobacterium tuberculosis, bactéria que causa a doença. O desenvolvimento de uma reação em cadeia da polimerase, que possibilita ampliar repetidamente um segmento específico de DNA do bacilo em tempo real, tem sido o avanço mais importante no diagnóstico de tuberculose nos últimos anos. No entanto, a necessidade de infraestrutura de laboratório sofisticado e técnicos qualificados continua a ser uma grande barreira para a introdução do teste em países de baixa e média renda.

Por Fiocruz Bahia | 17/10/18 - 15:10 | [Leia Mais] |

Sem título

Dia Mundial da Alimentação: nossas ações são o nosso futuro

Há apenas três anos, em setembro de 2015, todos os Estados-Membros das Nações Unidas aprovaram a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Líderes de todo o mundo consideraram a erradicação da fome e de todas as formas de desnutrição (ODS 2) como uma medida fundamental para um mundo mais seguro, mais justo e mais pacífico. Paradoxalmente, a fome não parou de crescer desde então. Segundo as últimas estimativas, o número de pessoas subnutridas aumentou em 2017 pelo terceiro ano consecutivo. No ano passado, 821 milhões de pessoas sofreram de fome (11% da população mundial – uma em cada nove pessoas no planeta), em sua maioria agricultores familiares que vivem em áreas rurais pobres na África Subsaariana e no sudeste da Ásia.

Por José Graziano da Silva - Diretor Geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) | 17/10/18 - 15:10 | [Leia Mais] |