Dados sobre a saúde de mulheres, deficientes, idosos e crianças no Brasil são divulgados pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS)

Por Jaqueline Pimentel

21/08/15 | 13:08

Na manhã desta sexta-feira o Ministro da Saúde Arthur Chioro divulgou, em entrevista coletiva no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Rio de Janeiro, os resultados do terceiro volume da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) que traz uma análise sobre dados de 2013. O estudo foi feito através de parceria do Ministério da Saúde com o IBGE e traçou um panorama sobre obesidade, saúde da mulher, do idoso, da criança e da pessoa com deficiência no Brasil. Foram consultados 64 mil domicílios.

Especialmente sobre a saúde dos idosos a PNS traz um retrato detalhado e inédito. “As projeções populacionais do Brasil evidenciam o avanço do envelhecimento da população, o que exige uma adequação do sistema da saúde para receber essa população. Por isso, a Pesquisa Nacional de Saúde investigou alguns fatores relacionados à saúde das pessoas de 60 anos ou mais de idade. Os resultados auxiliarão o Ministério da Saúde a traçar suas políticas públicas para os próximos anos”, ressaltou Arthur Chioro. O ministro frisou o aumento da expectativa do brasileiro, que subiu de 62,7 para 73,9 anos entre 1980 e 2013. “Esse aumento se deve às medidas de combate à desnutrição, redução da mortalidade materna e infantil, ampliação do acesso a vacinas e medicamentos gratuitos, entre outras ações promovidas pelo governo federal em parceria com estados e municípios”, disse ele. O inquérito mostrou que 6,8% dos idosos apresentavam limitações para realizar atividades cotidianas em casa, como comer e se vestir e 17,3% encontravam obstáculos para a realização de atividades como fazer compras e tomar medicamentos.

Os dados apontaram que 6,2% da população brasileira tem algum tipo de deficiência. A pesquisa considerou quatro tipos de deficiências: auditiva, visual, física e intelectual. Aproximadamente 2,6 milhões de pessoas (1,3% da população) possuíam deficiência física na ocasião da pesquisa já a deficiência intelectual acometia cerca de 1,6 milhão de brasileiros (0,8%).

Sobre a Saúde da Mulher os números dão conta de que cerca de 60% das mulheres brasileiras entre 50 e 69 anos de idade fizeram mamografia em 2013. A região Norte teve o menor percentual de mulheres que realizam o exame, 38,7%.

No destaque sobre a alimentação das crianças, um dado chama atenção. De acordo com a PNS cerca de 70% das crianças menores de 2 anos de idade ingeriam biscoitos ou bolo e 32,3% bebiam refrigerante ou suco artificial, em 2013. Sobre dados de imunização o estudo mostrou que a Região Sul registrou as mais elevadas taxas em relação à média nacional (85,3%).

Com relação à obesidade e hipertensão na população adulta, a PNS pesou e mediu a circunferência da cintura dos entrevistados e os dados demonstram que 56,9% dos brasileiros com 18 anos ou mais estão acima do peso, ou seja, 82 milhões de pessoas. O índice ultrapassa o registrado em 2003 pela POF/IBGE, que apontou 42%.

Tida como a pesquisa de saúde mais completo do Brasil, a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) foi realizado em 64 mil domicílios em 1.600 municípios de todo o país entre agosto de 2013 e fevereiro de 2014. Seus dados estão disponíveis para consulta na íntegra através da página do IBGE: clique aqui.

 

Referências Bibliográficas

de Paula P. Pesquisa traz retrato inédito da saúde do idoso no Brasil. Brasília: Portal da Saúde, 2015 Ago 21. [acesso em 21 ago 2015]. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/19290-pesquisa-traz-retrato-inedito-da-saude-do-idoso-no-brasil

Pesquisa Nacional de Saúde 2013 – Ciclos de vida – Brasil e Grandes Regiões. IBGE; 2013. [acesso em  21 ago 2015]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/pns/2013_vol3/default.shtm

 

* Foto da home: Capa da Pesquisa Nacional de Saúde 2013.

Citação Bibliográfica

Pimentel J. Dados sobre a saúde de mulheres, deficientes, idosos e crianças no Brasil são divulgados na PNE. Rio de Janeiro: DSS Brasil; 2015 Ago 21. Disponível em: http://dssbr.org/site/2015/08/dados-sobre-a-sapude-de-mulheres-deficientes-e-criancas-no-brasil-sao-divulgados-na-pne/

Jaqueline Pimentel

Jaqueline Pimentel é jornalista e especialista em Gestão

1 Comentário em “ Dados sobre a saúde de mulheres, deficientes, idosos e crianças no Brasil são divulgados pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) ”

  1. Isabel Cruz
    27/08/15 - 11:08

    Com dados desagregados raça/cor!
    Grata, IBGE! Esta instituição colabora para implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (e outras).

Deixe um comentário