Destaques

Encarando o problema dos homicídios de jovens no Brasil

Por Gabriela Lamarca e Mario Vettore

26/02/15 | 13:02

Em abril do ano passado a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou o Relatório Global sobre Homicídios 2013, que destacou a situação deste tipo de ocorrência no Brasil. De acordo com a UNICEF no Brasil os adolescentes negros sofrem um risco três vezes maior de serem assassinados do que os jovens brancos. Os meninos estão particularmente em maior risco de homicídio. Esse risco elevado é encontrado em todas as regiões do mundo, mas a diferença entre meninos e meninas é particularmente marcante na América Latina e no Caribe, onde meninos têm quase sete vezes mais chances de morrer devido à violência interpessoal do que as meninas. Conforme já citamos, os jovens pobres pertencem à malha frágil desta rede de violência no Brasil.

[Leia Mais] |

PNAD

PNAD Contínua traça panorama do emprego no Brasil em 2014 e aponta diferenças regionais

Por Jaqueline Pimentel

20/02/15 | 13:02

A Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada no último dia 10 colheu amostras por todo o país e apontou que a taxa média de desemprego no Brasil caiu em 2014. Ela fechou o ano em 6,8, enquanto em 2013 havia atingido a marca de 7,1%. O número de pessoas desocupadas no ano passado , porém, ficou em 6,5%, levemente elevado, se comparado ao mesmo período de 2013, quando o índice foi de 6,2%. A pesquisa foi desenvolvida com base em metodologia que segue as indicações da Organização Internacional do Trabalho, cujos apontamentos foram decididos na convenção de Genebra, ocorrida em outubro de 2013.

[Leia Mais] |

Município de Itaboraí/ Imagem: Google

Geoprocessamento a serviço da saúde

Entrevista com Anselmo Romão

11/02/15 | 13:02

Em entrevista sobre o projeto da metodologia de monitoramento de situação de saúde em Itaboraí (entorno do Comperj) o pesquisador Anselmo Romão destaca a importância do uso do geoprocessamento na aferição da situação de saúde de uma região. “A possibilidade do uso conjugado dos sistemas de informações em saúde, e de base de dados georreferenciadas amplia a interface entre a epidemiologia e geoprocessamento, possibilitando cada vez mais a interação entre esses dois ramos do conhecimento”. Ele cita ainda o tipo de situação que esta pesquisa permite identificar, destacando a funcionalidade da mesma para a gestão de saúde local.

[Leia Mais] |

Comentários Recentes